fbpx

Trabalha com captação de leads e não está conseguindo conversões? Já testou diversas mídias, anúncios, públicos e estratégias, mas mesmo assim não consegue melhorar os resultados?

Bom, pode ser que o problema esteja na sua landing page. Aliás, vou partir do princípio de que, se você trabalha com geração de leads, você utiliza ou já utilizou em algum momento landing pages e sabe o quanto elas são importantes para alcançar bons resultados.

Pois é… você pode criar o melhor anúncio, atingir pessoas super interessadas naquilo que você está oferecendo, conseguir uma ótima quantidade de tráfego qualificado… enfim, executar todas essas etapas da maneira correta.

Porém, tudo isso vai por água abaixo, caso a página de destino não cumpra o combinado e não proporcione uma boa experiência para o usuário.

Por esse motivo, separamos 7 erros que atrapalham as conversões em uma landing page, assim você consegue evitar ou corrigi-los, se for o caso.

Resumo em vídeo?

Se você preferir, resumimos o conteúdo deste post em um vídeo:

Aproveita e já se inscreve no canal da M2up do Youtube!

1. Ausência de certificado digital (HTTPS)

O que é e para que serve o https?

É uma implementação de segurança do protocolo http que aparece no início da url de determinado site. Exemplo:

A imagem mostra a url do site da empresa M2up, contendo o protocolo https.

Essa implementação permite que os dados sejam transmitidos por meio de uma conexão criptografada e que se verifique a autenticidade do servidor e do usuário por meio de certificados digitais.

Meio complicado de entender, né?!

De forma mais simples, é um protocolo que torna o site mais seguro, tanto para o servidor quanto para o usuário. É como se esses dois conversassem em uma língua que só eles entendessem, dificultando a interceptação de hackers e pessoas mal intencionadas.

Dificilmente, as pessoas compram ou convertem em uma página sem segurança. Portanto, a presença desse certificado digital torna-se extremamente importante.

Mas as pessoas realmente reparam nisso?

Sim, pode ter certeza que grande parte das pessoas repara nessa questão!

Além disso, o Google Chrome, por exemplo, que é o navegador da internet mais popular atualmente, fez algumas alterações há uns anos atrás (mais precisamente em 2017), com o objetivo de melhorar a visibilidade dos sites para os usuários. Com isso, ele deixa bem claro quando o site é seguro ou não.

A imagem mostra como é exibido um site que não é seguro no Google Chrome.

Como faço para usar o HTTPS no meu site?

Bom, não vou entrar a fundo nesse mérito, porque depende de alguns fatores e não é o objetivo deste post. Mas, basicamente, você vai precisar comprar um certificado SSL ou contar com uma hospedagem que possua um certificado SSL incluído no plano (isso é cada vez mais comum).

A imagem mostra dois domínios, um com "http" e outro com "https".

2. Landing Page lenta!

Quantos segundos você espera pelo carregamento de uma página? Aposto que são poucos, né?!

Pois é, a grande maioria das pessoas não tem muita paciência para esperar mais do que alguns segundos e com toda razão! Um site bom e confiável deve ter um carregamento rápido, para não submeter os seus usuários ao desconforto da espera.

A internet é um mecanismo extremamente concorrido. Então, você precisa provar que a sua solução é a melhor o mais rápido possível. Contudo, se o seu site demora para carregar, como você vai fazer isso?

Se você não soluciona o problema do usuário rapidamente, nada vai impedi-lo de buscar outros sites que solucionem. Por isso, não adianta você esperar que a sua landing page converta, se ela não possui uma boa velocidade de carregamento.

E, lembre-se, a primeira impressão normalmente é a que fica. Portanto, uma primeira experiência ruim poderia resultar na perda permanente desse usuário, que poderia se tornar um futuro lead ou cliente para você.

Como analisar a velocidade de carregamento da minha landing page?

Existem diversas ferramentas que você pode utilizar para fazer essa análise, uma delas é o Google PageSpeed Insights.

Basta você inserir a url do seu site e a ferramenta vai gerar uma nota e um diagnóstico bem completo sobre ele. Assim, você vai conseguir saber como está o desempenho da sua landing page.

Exemplo: Landing Page rápida

A imagem mostra um site com uma nota boa na ferramenta PageSpeed.

Exemplo: Landing Page lenta

A imagem mostra um site com uma nota ruim na ferramenta PageSpeed.

3. Erros de Design

Gosto é pessoal, certo? De certa forma sim, mas nesse caso, nem tanto.

Design Visual

O fato é: combinações de cores que resultam em um carnaval no seu site, espaçamentos bizarros e vários tipos e tamanhos de fontes no conteúdo, atrapalham (e muito) na navegação do usuário e, consequentemente, na performance da sua landing page.

Então, por favor, tente não inventar muita moda, faça o simples!

Escolha uma paleta de cores que seja “clean” e agradável de se ver. Existem várias paletas gratuitas disponíveis na internet.

Cheque os espaçamentos da sua landing page, deixe-a compacta; escolha uma fonte só para passar as informações.

Design Responsivo

Além disso, muita gente esquece de verificar como está a versão do site para o mobile, sendo que, considerando a grande maioria dos modelos de negócio, a maior parte dos usuários vêm de dispositivos móveis.

Portanto, é fundamental dar uma atenção especial a responsividade do site para o mobile também.

4. Clickbait enganoso

O que são clickbaits? Basicamente, títulos ou chamadas sensacionalistas que buscam atrair cliques a qualquer custo. É uma estratégia polêmica, porém bastante utilizada.

Contudo, o que você precisa ter em mente é que você precisa entregar o que foi prometido e não apenas pensar em atrair as pessoas sem a garantia de que elas vão receber aquilo que você se comprometeu em entregar. Exemplo:

“Adquira já a receita secreta para emagrecer 10 kg em uma semana, sem fazer exercício físico e sem sair de casa!”

Isso é, no mínimo, irresponsável de se oferecer, certo?

Pois é, esse tipo de título pode custar a credibilidade e audiência da sua landing page. Portanto, tome cuidado!

5. Excesso de conteúdo

Certamente você já ouviu a expressão “conteúdo é rei” ou estou enganado?

De fato, essa expressão faz muito sentido. Produzir conteúdo qualificado é uma ótima forma de agregar valor para as pessoas.

No entanto, no caso das landing pages, o exagero de conteúdo pode ser prejudicial.

Como assim?

Se o seu objetivo é a conversão, você precisa ser persuasivo de maneira objetiva e de forma que o leitor identifique facilmente os benefícios que o seu negócio pode fornecer para ele.

Inserir muitas informações só vai distraí-lo e dificultar esse processo. Veja o exemplo do site abaixo:

Parece um site bem desenhado para gerar conversões? Nem um pouco, né?

Tenha em mente que no caso das landing pages, vale a máxima: menos é mais!

6. Página sem valor agregado

Se você não comunicar o valor do seu produto ou serviço, os visitantes não vão converter na sua landing page, simples assim.

Portanto, você precisa pensar em títulos e conteúdos que transmitam esse valor de forma objetiva, como foi dito no tópico anterior, e que seja na linguagem do seu público.

Nesse momento, você precisa pensar como se fosse um usuário inserido no seu público-alvo. Que tipos de frases e títulos convenceriam você?

7. Presença de muitos links de saída

Qual é o seu objetivo com a sua landing page? É um pedido de orçamento? É o download de um e-book?

Enfim, independentemente de qual seja, você precisa direcionar todos os seus esforços para esse objetivo. Por isso, é importante que a sua landing page não possua links externos, isso evita que o usuário se distraia e acabe saindo da página.

Abaixo, temos o belo exemplo de uma landing page da Shopify. Uma landing page extremamente objetiva, sem distrações ou links de saída.

A imagem mostra um bom exemplo de uma landing page da empresa Shopify.

Resumindo, evite ao máximo o direcionamento desse usuário para outra url, mesmo que seja para alguma rede social sua ou para outro site seu… o seu foco precisa estar na conversão dentro da landing page e qualquer ato além desse pode atrapalhar.

Dica BÔNUS

Após seguir todas as dicas anteriores, sua landing page estará pronta para gerar conversões para você. Mas se você quiser mensurar essas conversões da melhor maneira e, quem sabe, aumentar ainda mais os seus resultados, faça o direcionamento dos leads (após converterem na landing page) para uma página de obrigado.

Nesse post explicamos o porquê isso vai ajudar você!

Menos 7 erros para se preocupar!

Bom, não existe uma receita de bolo para o sucesso de uma landing page. Contudo, se você conseguir evitar esses 7 erros, a sua página terá tudo que é necessário para estar bem configurada e entregar resultados para você.

É claro que uma landing page não vai fazer milagres por conta própria! Você precisa enviar tráfego qualificado para ela ter boa performance, pois ela ainda não consegue se divulgar sozinha.

Se você não faz ideia de como enviar tráfego qualificado para a sua landing page, você está com um problemão, hein?

Por sorte (ou destino…), nós temos a solução para você! Confira o nosso curso completo de Google Ads e aprenda a fazer isso!

No mais, se você gostou do post, ou se tiver dúvidas e sugestões deixa aí nos comentários para que a gente possa ajudá-lo. Se você não gostou, comente também, o seu feedback é importante para que possamos evoluir da melhor forma.

Abração e até a próxima!

Título "Curso Completo de Google Ads + Remarketing + Youtube Ads" e, ao lado, o ícone do curso de Google Ads
Lourenço Marcon de Azevedo

Lourenço Marcon de Azevedo

Olá, meu nome é Lourenço. Sou completamente fissurado por empreendedorismo, marketing digital, tecnologia, inovação e aquele bom e velho futebolzinho no final de tarde. Busco estar constantemente atualizado nestes temas, pois sou adepto da filosofia de que seremos eternos aprendizes. Além disso, sou analista de mídia e gestor de tráfego na M2up. Se quiser saber mais sobre mim, fique a vontade para me procurar nas minhas redes sociais.

Deixe seu comentário :)